segunda-feira, março 31, 2008

Kumon para dementes e mentiras

Ok, no kumon só tem louco.
Certeza absoluta. Depois de receber da Dani, escrito num dos blocos um P.S. dizendo: 'quero te ver mais alegre nas próximas aulas', fui me afundar mais um pouquinho na fossa chamada minha vida interiormente. Lá vai a Bruna esperar a Nat na matamática, sento nas 'poltronas' de espera, pego meu livro e começo a ler. Aí tudo bem, até que... começam a chegar os pirralhos que as mães colocam no kumom em uns 15 cursos pra ver se o Kahanishu Osakani converte eles, exorcizando o demonio do corpo dessas 'pobres crianças.' Fiquei absmada! Entraram e saíram só nessas 2h que eu fiquei esperando, no mínimo 5 gurizinhos encapetados falando sozinhos. Um olhou pra bicicleta que estva encostada na estante e começou a praguejar a porcaria depois de ter tocado nela. Tenho certeza que o dono da bicicleta se esburrachou na rua logo depois. O outro simplesmente ao abrir a porta, latiu. LATIU! Latiu e começou a falar hm, baixinho, sussurrando. Sem falar que a professora que cuida dos temas é vesga. Quando ela olhou e sorriu pra mim hoje, eu tive medo. Geralmente eu me cago de rir, mas hoje o olhar foi malígno(com certeza não foi a intenção dela, e eu gosto dela, ela é ironica e subestima as pessoas. haha) Só sei que todas essas crianças que eu vi hoje não são normais. Só sei que eu nunca vou levantar das poltronas para ajudar as antas que não sabem abrir a porta do kumon. É aquelas portas que correm, e tem uma placa pendurada escrito: 'EMPURRE' com um flecha pra esquerda. E essas pessoas muito espertas, tentam abrir pra frente, forçando a porta. Eu dou risada e faço de conta que nem vi nada. Mas ainda quando uma alma boa vai ajudar e dá um sorrisinho amarelo, perguntam pra mim se o fulano já saiu. Heeeello, como é que eu vô conhece o desgraçado, querido?! Aqui só tem demente! Eu observo, observo... Olho pras pessoas conhecidas, elas viram a cara... Ninguém tá feliz por estar fazendo kumon, eu sinto isso. E sei mais que todo mundo, eu também faço parte da turma de surtados e dementes. (Mas eu não trago jabuticalba prreta pra tentar conquistar as profes!!!)

Mais uma coisa. Eu não sei mentir.
Eu só minto para minha mãe. 'tem prova essa semana? -nãoo' (só duas por dia) 'já fez teus kumons? -siiim' (15 blocos atrasados) 'tu fico o dia intero no computador?! -mas claro que nããão! eu estudei também né mãe!' (tudo atualizado, orkut, blog, flickr; apostila toda em branco) 'bebeu ontem o que? -refri e água das gurias' (635727 cerveja, 38746738467 ice, e umas dose de vai sabe deus oque!) Mas é só pra ela, e olha que nem ela acredita... Eu estou arrodeada de gente que mente, que inventa e distorce histórias. Já sei quando é mentira, já sei... Entra por um ouvido e sai pelo outro. Me admiro com essa facilidade, dessa cara de pau, de não se importar se vão descobrir que tudo é falsidade, do que vão falar. Que essas mentiras irão prejudicar alguém. Pode falar, pode dizer que eu sou trouxa e pode até achar que eu acretido. Já até acho graça nisso, só não sei como conseguem viver assim.

P.S.: Tudo mentira, eu sei mentir. Mas minto mal pra burro, todo mundo vê na minha cara que é pura lorota. Até porque eu começo com umas risadinhas, err.. hehe... poisé, pra ti vê né...
P.P.S.: Hoje na (merda) de educação física as meninas surtadas jogaram basquete. Tenho colegas tão competitivas que mesmo estando no meu time tiram a bola de mim! Que mesmo tendo 72 colegas do mesmo time, ficam picando a bola e tendo tanta posse dela que a perdem e reclamam que fomos nós que não a pegamos! Vê se pode, eu odeio competição.
P.P.P.S.: Percebem como os títulos dos meus posts são criativos? Alguns nem tem. Numa redação um colega meu super burro tirou 6,0 só porque colocou título, eu tirei 5,8 porque esqueci e meu texto tava tão bom quanto o dele. (mentira!)

2 comentários:

  1. VC SE ACHA MINHA FILHA!VAI PITAR UNHA QUE VC GANHA MAIS

    ResponderExcluir
  2. VC SE ACHA MINHA FILHA!VAI PITAR UNHA QUE VC GANHA MAIS

    ResponderExcluir